Loading...

Tem tudo e não falta nada Na feira de Santa Cruz

Foto: Alô meus poetas Adriano Bezerra, Jarcone Vital, Gilberto Cardoso Dos Santos, amanhã é dia de feira:

No mercado, um açougueiro
Carrega a perna de um touro,
Chapéu de bola de couro
No quengo de um cabeceiro,
Um misto velho brejeiro
Com um pingente de Jesus,
Um caçoar de pitus
Pra vender numa calçada;
Tem tudo e não falta nada
Na feira de Santa Cruz
(Hélio Crisanto)

No mercado, um açougueiro
Carrega a perna de um touro,
Chapéu de bola de couro
No quengo de um cabeceiro,
Um misto velho brejeiro
Com um pingente de Jesus,
Um caçoar de pitus
Pra vender numa calçada;
Tem tudo e não falta nada
Na feira de Santa Cruz
(Hélio Crisanto)

Tem cigano marreteiro
Doido pra pegar otário
Do caminhão do horário
Desce um bêbado arruaceiro;
Na banca do manganheiro
Se avista dois urus
Um está cheio de umbus
E no outro, manga espada
Tem tudo e não falta nada
Na feira de Santa Cruz.
(Léo Medeiros)

Mote: Hélio Crisanto

Poemas e Poesias 1959521173344766012

Postar um comentário

emo-but-icon

Página inicial item

O Donzelo Azarado

Entre em contato

Nome

E-mail *

Mensagem *