Loading...

Por favor, mande a receita Pra que eu possa lhe esquecer.

Estou bebendo da fonte
Perene das amarguras
Colecionando agruras
Num mundo sem horizonte;
Procuro e não acho a ponte
Da estrada do prazer
Quanto mais quero correr
Mas eu acho a pista estreita
Por favor, mande a receita
Pra que eu possa lhe esquecer.

Da vida perdi o gosto
Em nada sinto alegria
A toda hora do dia
Em tudo vejo seu rosto;
A solidão é um encosto
Que acaba com meu viver
Estou pra endoidecer
Por essa paixão suspeita
Por favor, mande a receita
Pra que eu possa lhe esquecer.

Mote: Wellington Vicente
Glosas: Léo Medeiros
Sobral, 21/11/2007.

Poemas e Poesias 1081762147064564649

Postar um comentário

emo-but-icon

Página inicial item

O Donzelo Azarado

Entre em contato

Nome

E-mail *

Mensagem *