Loading...

A Fonte da Poesia

Quando o sol vai se escondendo
Por detrás da serrania
Vagalume acende o facho
Por onde passa alumia
E nasce um pé de saudade
Jorrando a felicidade
Na fonte da poesia.


Léo Medeiros,

Currais Novos, 26 de abril de 2012.

Poemas e Poesias 7842563404438183964

Postar um comentário

emo-but-icon

Página inicial item

O Donzelo Azarado

Entre em contato

Nome

E-mail *

Mensagem *