Loading...

Quem nunca fez madrugada não sabe o segredo dela

Depois de ter descambado
de meia-noite em diante
um morcego é um gigante
para quem anda assombrado
e ver-se um bêbado escorado
no mourão duma cancela
botando baba amarela
pela boca escancarada
quem nunca fez madrugada
não sabe o segredo dela.

Manoel Xudu - O Imortal do Repente, p.68
Poemas e Poesias 3211389039975466059

Postar um comentário

emo-but-icon

Página inicial item

O Donzelo Azarado

Entre em contato

Nome

E-mail *

Mensagem *